O MAIOR CINEMA
ao ar livre do mundo

O Evento

O Open Air é o maior cinema ao ar livre do mundo e acontece no Brasil há 15 anos. Em 2017, o Open Air é Shell!

Prepare-se para viver uma experiência completa com cinema, música, gastronomia, atividades interativas e muita diversão a céu aberto! 

A Super Tela, do tamanho de uma quadra de tênis, é a principal protagonista, mas a projeção digital e sistema de som com 28 caixas Dolby Digital Surround também fazem das sessões um momento mágico. 

Clássicos do Cinema se unem às mais recentes novidades da telona e a grandes nomes da música brasileira em um cenário muito especial.

O Shell Open Air acontece mesmo com chuva e os assentos, tanto nas poltronas quanto nas espreguiçadeiras, não são marcados. Chegue cedo para aproveitar ao máximo! Ah, e não se esqueça: a pipoca é por nossa conta! 

Prepare-se, o filme já vai começar!

Os ingressos estarão à venda em breve através da Ingresso Rápido e postos Shell selecionados. Nos dias de evento, você pode adquirí-los também na bilheteria do Jockey Club de São Paulo, de quartas a domingos, das 16h à meia-noite.

A classificação indicativa das sessões é definida de acordo com a classificação de cada filme. Para os shows, a classificação indicativa é de 18 anos. A programação completa você poderá conferir em breve, aqui mesmo no site e nas redes sociais. 

Os organizadores reservam-se o direito de modificar a qualquer momento ou condição a programação pré-estabelecida e as datas e horários do evento divulgados e impressos nos ingressos, especialmente em razão de força maior e/ou casos fortuitos.

A SUPER TELA

Uma Tela Gigante que é a grande estrela.

Já está quase na hora de começar o filme no Shell Open Air e a Super Tela ainda está abaixada. Em poucos minutos, um moderno sistema hidráulico erguerá os monumentais 325 m² da maior protagonista da noite, que brilha em um show à parte, com jogo de luzes e trilha especial, como o detalhe principal de uma megaoperação de montagem.

Transportada de lá para cá pelos continentes, a Super Tela é armazenada em 4 containers. Um total de 70 toneladas que atravessa oceanos para ser reerguido por um guindaste e uma empilhadeira, recomeçando seu espetáculo.

"Tudo foi feito pensando que o telão seria transportado várias vezes ao ano, para vários lugares do mundo"

“Como é um superprojeto de engenharia, são necessárias apenas cinco pessoas para montá-la. Tudo foi feito pensando que a Super Tela seria transportada várias vezes no ano, para vários lugares do mundo.” explica Renato Byington, diretor geral da D+3 Produções, que já levou o Open Air para o Rio de Janeiro, São Paulo, Recife, Brasília, Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte, Lisboa, Madrid e Santiago.

Desde 2012, a tela se tornou ainda maior do que nas edições anteriores. Com formato Cinemascope, ela ganhou mais 45m² de área, atingindo seus 325m² e passando da projeção analógica para a digital. A tela é firme e robusta, capaz de suportar condições climáticas adversas como chuvas e ventos de até 50 quilômetros por hora. Para dar conta das imagens gigantescas, o equipamento de som exige alta qualidade - e quantidade. São 28 caixas de som, que produzem um som digno de um grandioso show.

História

2002

Rio de janeiro e São Paulo
O Brasil acabava de se sagrar pentacampeão mundial, Rodrigo Santoro se transformava no mais novo ator de Hollywood e o primeiro filme da série Harry Potter era a grande atração das salas de cinema comuns. Isso tudo há 15 anos, em 2002. Este era o cenário do primeiro ano do Open Air no Brasil.

2005

Brasília
Em 2005, milhares de brasilienses foram recebidos de braços abertos para assistir às projeções em tamanho recorde, que iam desde os lançamentos da época até sucesso eterno de “A Noviça Rebelde”. Esta, aliás, viria a tornar-se uma forte marca do Open Air: juntar clássicos da Sétima Arte com o que há de mais novo na indústria do Cinema.

2012

São paulo, Rio de janeiro e Recife
Em 2012, o maior cinema ao ar livre do mundo repetiu a fórmula de sucesso passando por São Paulo, Rio de Janeiro e Recife, chegando pela primeira vez ao Nordeste. 

2013

Brasília, curitiba e porto Alegre
Em 2013 foi a vez de Brasília receber novamente o Open Air, com um sucesso inédito: 8 dias completamente esgotados. No segundo semestre, foi a vez do Sul do país receber a Super Tela: a edição de Curitiba foi incrível, assim como a de Porto Alegre, mesmo com frio e chuva em alguns dias!

2014

Rio de Janeiro e Belo horizonte
Em 2014, o Open Air voltou ao Rio de Janeiro, depois de dois anos. Os cariocas amaram! E, em novembro do mesmo ano, Belo Horizonte teve o prazer de conhecê-lo pela primeira vez, no Mirante Olhos d’Água.

2015

São paulo e Brasília
Em 2015, o Open Air apresentou-se novamente com muito sucesso no Jockey Club de São Paulo e logo depois, em maio, o evento retornou para Brasília.

2016

RECIFE
Em 2016 a Super Tela voltou a Recife, repetindo o sucesso de 2012 com filmes aclamados pelo público, como Aquarius, Star Wars e Frozen, e shows que não deixaram o público ficar parado, como Otto e Pepeu Gomes.

2017

Rio de Janeiro e São Paulo
Em 2017, o Open Air mudou de cara, de nome e de cor, sendo sucesso absoluto com a assinatura da Shell: de volta ao Rio de Janeiro, todos os ingressos esgotados pela primeira vez no Brasil!

2002

Rio de janeiro e São Paulo
O Brasil acabava de se sagrar pentacampeão mundial, Rodrigo Santoro se transformava no mais novo ator de Hollywood e o primeiro filme da série Harry Potter era a grande atração das salas de cinema comuns. Isso tudo há 15 anos, em 2002. Este era o cenário do primeiro ano do Open Air no Brasil.

2005

Brasília
Em 2005, milhares de brasilienses foram recebidos de braços abertos para assistir às projeções em tamanho recorde, que iam desde os lançamentos da época até sucesso eterno de “A Noviça Rebelde”. Esta, aliás, viria a tornar-se uma forte marca do Open Air: juntar clássicos da Sétima Arte com o que há de mais novo na indústria do Cinema.

2012

São paulo, Rio de janeiro e Recife
Em 2012, o maior cinema ao ar livre do mundo repetiu a fórmula de sucesso passando por São Paulo, Rio de Janeiro e Recife, chegando pela primeira vez ao Nordeste. 

2013

Brasília, curitiba e porto Alegre
Em 2013 foi a vez de Brasília receber novamente o Open Air, com um sucesso inédito: 8 dias completamente esgotados. No segundo semestre, foi a vez do Sul do país receber a Super Tela: a edição de Curitiba foi incrível, assim como a de Porto Alegre, mesmo com frio e chuva em alguns dias!

2014

Rio de Janeiro e Belo horizonte
Em 2014, o Open Air voltou ao Rio de Janeiro, depois de dois anos. Os cariocas amaram! E, em novembro do mesmo ano, Belo Horizonte teve o prazer de conhecê-lo pela primeira vez, no Mirante Olhos d’Água.

2015

São paulo e Brasília
Em 2015, o Open Air apresentou-se novamente com muito sucesso no Jockey Club de São Paulo e logo depois, em maio, o evento retornou para Brasília.

2016

RECIFE
Em 2016 a Super Tela voltou a Recife, repetindo o sucesso de 2012 com filmes aclamados pelo público, como Aquarius, Star Wars e Frozen, e shows que não deixaram o público ficar parado, como Otto e Pepeu Gomes.

2017

Rio de Janeiro e São Paulo
Em 2017, o Open Air mudou de cara, de nome e de cor, sendo sucesso absoluto com a assinatura da Shell: de volta ao Rio de Janeiro, todos os ingressos esgotados pela primeira vez no Brasil!

Shows

Dos filmes clássicos aos blockbusters e de um ritmo a outro, a música sempre foi um item fundamental da experiência Open Air. Desde a estreia até hoje, grandes nomes passaram por aqui, como Lulu Santos, Caetano Veloso, Pepeu Gomes, Emicida, Nando Reis, Elza Soares, Moraes Moreira, Seu Jorge, Nação Zumbi, Maria Gadú, Monobloco, Baby do Brasil e até o saudoso Wando, e outros tantos outros ícones nacionais e internacionais.

Há espaço para Jazz, Soul, Rock e muitos outros ritmos. Os shows prometem manter as noites do Shell Open Air animadas do início ao fim do evento! 

Gastronomia

O Espaço Gourmet é o lugar ideal para iniciar e terminar a noite: uma praça gastronômica com diversas opções de alimentação dispostas em um ambiente coberto e aconchegante para você curtir antes e depois das sessões.

E a pipoca, é claro, não podia faltar: aproveita que essa parte fica por nossa conta!

Gastronomia

O Espaço Gourmet é o lugar ideal para iniciar e terminar a noite: uma praça gastronômica com diversas opções de alimentação dispostas em um ambiente coberto e aconchegante para você curtir antes e depois das sessões.

E a pipoca, é claro, não podia faltar: aproveita que essa parte fica por nossa conta!